João Pinheiro, Dom 18/11

Fábio minimiza jejum em casa: 'O equilíbrio é o que importa'


Raposa tem 100% de aproveitamento como visitante na Copa do Brasil, mas ainda não venceu no Mineirão


        O goleiro Fábio minimizou nesta terça-feira o fato de o Cruzeiro ainda não ter vencido em casa na atual edição da Copa do Brasil. Até aqui, o time soma dois empates e uma derrota no Mineirão, em Belo Horizonte. Para o capitão da equipe, o equilíbrio nas duas partidas é o mais importante.

"A competição pede equilíbrio. Não adianta fazer só um grande jogo, se sobressair em um aspecto e depois ficar devendo e ser eliminado. O Cruzeiro tem a consciência de fazer os dois jogos o mais equilibrado possível", comentou, nesta terça-feira, o ídolo do time mineiro.

Nas fases anteriores, o Cruzeiro teve a oportunidade de definir os confrontos em seu estádio. Por isso, a equipe acabou fazendo o placar sempre na casa do adversário. Venceu o Atlético-PR, o Santos e o Palmeiras fora. E depois administrou a vantagem. Agora, o Cruzeiro terá que ter postura diferente, pois as finais inverteram essa ordem.

"Temos consciência que jogar em São Paulo contra o Corinthians é sempre difícil. Espero que possamos dentro desse primeiro jogo fazer por onde e conquistar um belo resultado. Porque lá vamos ser muito mais exigidos", analisou Fábio.

Ao ouvir Cássio dizer que o Cruzeiro é melhor tecnicamente, Fábio tratou de tirar qualquer favoritismo de sua equipe. "Pela grandeza e tradição, dentro da final se zera tudo o que foi feito antes. Temos que mostrar o melhor futebol para que se possa concretizar o título. Tudo vai ser colocado à prova dentro dos dois jogos. Quem tiver mais equilíbrio com certeza vai sobressair e ficar com o título", opinou.

EXPERIÊNCIA - Fábio chegou para a entrevista coletiva no Mineirão ao mesmo tempo em que uma excursão escolar fazia visita ao estádio. O goleiro parou para fotos enquanto e foi apressado pelos assessores porque todos os jornalistas e o goleiro do Corinthians, Cássio, já aguardavam na sala de imprensa. O goleiro comentou sobre o carinho dos torcedores e também o quanto sua experiência pode fazer a diferença neste clássico nacional.

"A experiência sempre é importante porque passamos por dificuldades e conseguimos superar. Gera confiança e exemplo a ser seguido. Mas em finais tudo se faz novo. É uma situação ímpar, independentemente de todas as experiências. Temos que fazer por onde. Concretizar bom trabalho, rendimento e conquistar o resultado positivo ciente de todas as dificuldades" finalizou.

Com informações portal band
Foto: Uarlen Valério/O Tempo/Estadão Conteúdo