João Pinheiro, Qua 12/12

Após morte de criança, Regina Casé e Globo sofrem processo milionário


Pais de menor, que morreu vítima de tumor cerebral, dizem não ter autorizado entrevista do menino ao 'Esquenta', de Casé e pedem indenização


 A apresentadora Regina Casé e a Globo estão sendo processadas por um casal de pais que diz não ter autorizado a entrevista de seu filho, uma criança de 8 anos, no extinto programa 'Esquenta'.

O casal, morador de Campinas, interior de São Paulo, pede na Justiça uma indenização por danos morais na casa dos R$ 4 milhões.

Na entrevista, o menor, que tinha um tumor cerebral e estava internado, fala ao programa de Casé sobre a sua doença.

Ele é filho do casal autor da ação e morreu cinco dias após a gravação da Globo.

Os pais da criança alegam que não autorizaram a gravação e a exibição da entrevista e querem ser indenizados. Toda entrevista com um menor precisa de autorização prévia dos responsáveis.

A Globo, oficialmente, diz que não comenta casos que estão na Justiça. No entanto, garante, nos bastidores, que os pais da criança chegaram até a participar de uma edição do 'Esquenta'. As imagens podem ser usadas na defesa.

Regina Casé foi convocada a depor sobre o caso no dia 20 de setembro, na 18º Vara Cível , no Rio.

Vale lembrar que a apresentadora está na 'geladeira' da Globo há meses. Seu projeto novo, previsto para este ano, foi engavetado.

Não há previsão de volta de Regina com um novo programa na Globo até o momento.

O "Esquenta" saiu do ar em 2017

 


Com informações portal r7.com
Foto: Reprodução